Juliana Nogueira

SERÁ QUE A ROUPA QUE NÓS USAMOS É MESMO CAPAZ 
DE DIZER QUEM SOMOS?
 Professora Patricia Menezes
 
 
Os alunos da 1802 e da 1804 participaram de uma reflexão sobre a influência e o tipo de impressão que uma roupa pode causar nas pessoas. Quando você pensa em um médico, por exemplo, sua mente traz a lembrança de uma roupa branca, na maioria das vezes. Mas, e a nossa roupa no cotidiano? Será que ela permite que as pessoas teçam algum juízo sobre nós? E se permitem, será que é exatamente isso que queremos revelar sobre a nossa personalidade? Podemos sofrer bullying pela maneira que nos vestimos?
  Enfim, leia as apreciações dos alunos sobre o tema e participe também dessa discussão, deixando seu comentário! Não se esqueça de dizer sua turma, se for da escola, ok? ;)
              
                   

SERÁ QUE A ROUPA QUE NÓS USAMOS É MESMO CAPAZ DE DIZER QUEM SOMOS?


“Para mim, o jeito como a pessoa se veste não tem nada a ver com a personalidade dela. (...) o que identifica a pessoa é o jeito como ela trata as pessoas.”
                                                    Marcele Caroline – 1802

“Não é a roupa que define nosso comportamento, ou mais, que vai dizer quem somos. Às vezes, as pessoas gostam de uma roupa que, digamos, apareça mais, que se destaque no meio das outras, tipo de “perua” ou de ‘periguete’ . Mas apenas se vestem dessa maneira porque gostam e não porque são o que dizem as roupas.”                                        Leonardo Mendes – 1802

“Isto varia de pessoa para pessoa. Eu, por exemplo, uso roupas de acordo com o meu humor. (...)só você é capaz de dizer quem realmente é.”
                      Fernanda Sabadin – 1802

“Eu acho que não, porque (...) se uma menina usa um short curto e um top na rua, não significa que ela seja “periguete”.                                             
                                                                Beatriz Marcolino – 1802


“As roupas, às vezes, podem enganar. Isso significa que não adianta julgar as pessoas pelas roupas, talvez elas não sejam aquilo, mas gostem do estilo.”
Arielle – 1802

“Sim, (...) quando estamos com o uniforme limpinho, blusa passada, tênis e cabelo arrumado, já causa outra impressão.”
Débora Ribeiro –  1802

“Eu acho que sim, até porque as pessoas escolhem um estilo de acordo com sua personalidade, e isso faz com que esse estilo revele quem somos.”
Gabrielle Rangel – 1802

“Se uma pessoa vir (...) outra pessoa com roupa toda rosa e toda maquiada, com maquiagem cor-de-rosa, vai achar que essa menina é patricinha por andar de rosa.”
Ana Carolina –  1802

“(...)pela roupa não dá para saber se a pessoa é simpática, se a pessoa está bem (...); posso usar uma roupa totalmente preta, mas isso não indica que sou roqueira.”
Thailani Gleice  -1802

“Na minha opinião: sim. Porque você percebe a personalidade de cada pessoa.”
Yara Raquel – 1802

“Cada pessoa se veste do jeito que quiser, sendo roqueiro, patricinha, emo, pagodeiro ou funkeiro, se isso for o que a pessoa quer demonstrar ou se essa for a personalidade da pessoa, pra mim tanto faz como tanto fez.”
Thereza Elara –  1802

“(...)nem sempre o que vestimos é capaz de dizer quem somos, esse comportamento de algumas pessoas gera o preconceito (...) nem sempre esse método de definir a pessoa pelo modo de se vestir dá certo, pois aparências enganam.                 
                                                             Yohanna Azevedo – 1802

“É uma pergunta difícil de responder, pois há pessoas que sim, a roupa que usam mostra quem são; outras se vestem com qualquer estilo, qualquer cor.”
                                             Anna Beatriz – 1804

“Eu acho que algumas roupas que usamos são capazes de dizer quem somos.(...)”
Alan Alves –  1804

“(...) quando a pessoa é um ‘rockeiro’ ou um emo, mostram quem são pelo estilo, usando alargadores e piercing. Como por exemplo, também, os garotos playssons que costumam andar com roupas de marca, se achando o riquinho, playboy (...)”
Carolayne de Souza – 1804

“Não, porque eu posso usar uma roupa de ‘rockeiro’ e não ser um (...) a roupa que usamos não diz quem realmente nós somos.”
Filipe Oliveira – 1804

“Eu acho que não, porque às vezes as pessoas podem estar vestidas de um jeito legal, mas podem ser de classe baixa;ou vestidas mal e ter boas condições.”
Fabiane Silva – 1804

“Talvez. Há pessoas que usam roupas curtas porque gostam (...)mas há pessoas que olham e pensam que ela está cheia de foguinho e etc, sem saber quem ela é de verdade.”
  Lidya Cardoso – 1804

“A roupa que nós usamos não diz o que nós somos, mas diz de que estilo nós gostamos.”
Lucas do Nascimento – 1804

“Nem todas as roupas que usamos podem dizer quem somos (...) há algumas garotas que gostam de usar short curto por causa do calor e também gostam de usar top, mas não são ‘piriguetes’”.
Paulo Rodrigo –  1804

“Eu não acho que as roupas revelem quem somos. (...)se a pessoa está de roupa mais estampada, o povo já acha que é crente...”
                                                                 Rafaela Lourenço – 1804

“Não. Porque, quando está calor, as pessoas usam roupas curtas e, quando está frio, usam roupas mais compridas.”
Rafael dos Santos –  1804

“Na maioria das vezes, sim. Tipo uma roupa de escola ou de trabalho.”
Tailisson – 1804

“Eu acho que é capaz em alguns momentos.”
Gabriel Vieira –  1804

“(...) se não for o caso da pessoa estar uniformizada, não tem como essa pessoa ser reconhecida facilmente(...)”
Patrick Lúcio –  1804

“(...)muitas pessoas usam roupa (...) que cobre o corpo todo (...), mulheres que usam esse tipo de roupa não quer dizer que elas sejam de alguma religião.”
        Higor – 1804

“Há pessoas que não gostam das outras por causa da roupa, (...) todos somos humanos, filhos de Deus, (...) isso é preconceito, nada a ver. (...) Para mim vai continuar sendo gente.”
Ranyella Summer – 1804

“(...)quem somos, as roupas não dizem, mas, sim, o nosso caráter. (...) muitos se vestem de uma forma para agradar os outros.”              Yasmin Fernandes - 1802


Alguns alunos se disponibilizaram a representar algumas dessas roupas que foram comentadas acima. Veja como ficou legal!!!







                                        
8 Responses
  1. Queridos alunos, estou muito orgulhosa da participação de vocês nesta postagem. Ficou muuuuuuuito legal.Parabéns Patricia;com esse nome só podia sair coisa de qualidade!!!Bjs


  2. Muito legal! Parabéns pela reflexão!

    Abraços à equipe da Rosa!


  3. Adorei este trabalho! Valeu pela pesquisa, discussões, reflexões e conclusões sobre o assunto proposto. Parabéns para Patrícia Menezes e seus alunos!


  4. Caroline Says:

    Adorei o trabalho. Ultimamente tenho ouvido bastante dos alunos como eles se sentem usando o uniforme da escola... é inacreditável pensar em tudo que as pessoas são capazes de inferir somente a partir da roupa de alguém.


  5. Beatriz Says:

    Ai Professora Patricia M. Amei os nossos trabalhos, e que ás turmas continuem assim participativas Mais não o porque é a minha turma mais a 1802 Arazo. a 1804 Também. :) Beijos


  6. Yasmim Says:

    Ficou muito legal professora, adorei , e as fotos ficaram lindas! =)


  7. Obrigada pelas palavras e participação de todos. Ao longo do ano continuaremos realizando mais e mais debates, produções textuais, postagens e tudo o que a nossa criatividade e responsabilidade social forem capazes de produzir. Agradecimento especial aos alunos da 1802 e da 1804 que se apresentaram bastante participativos e maduros em todas as etapas do trabalho. Um abraço fraterno para todos!


  8. Muito legal o trabalho, parabéns à professora e aos alunos envolvidos!


Postar um comentário