Juliana Nogueira

Este trabalho visa fornecer alguns dados para que vocês   pesquisem mais a fundo sobre o tema DROGAS NA ADOLESCÊNCIA e se aventurem  a escrever roteiros para um concurso de curta metragens que será lançado em agosto.

BOA SORTE!

     O consumo de drogas tem se mostrado um dos mais complexos e inquietantes fenômenos de nossos tempos, exigindo que o governo e a sociedade partilhem a responsabilidade na busca de alternativas que levem à sua melhor compreensão e abordagem. 
     As mensagens utilizadas buscarão ser bem claras, atualizadas e fundamentadas cientificamente, pois acreditamos que a INFORMAÇÂO seja fundamental no processo de prevenção ao uso de drogas na adolescência.





     Para começar, você sabe o que são DROGAS?

  O termo droga, segundo a definição da Organização Mundial de Saúde – OMS, abrange qualquer substância não produzida pelo organismo que tem a propriedade de atuar sobre um ou mais de seus sistemas produzindo alterações em seu funcionamento.

     Bem , a seguir, citaremos alguns tipos de drogas:

Drogas Naturais

  • Maconha: uma das drogas mais populares, a maconha é consumida por meio de um enrolado de papel contendo a substância. É feita a partir da planta Cannabis sativa. Existe a variação chamada Skunk, com um teor de THC bastante elevado, bem como o Haxixe.
  • Ópio: droga altamente viciante, o Ópio é feito a partir da flor da Papoula. Os principais efeitos são sonolência, vômitos e náuseas, além da perda de inteligência (como a maioria das drogas). Opiáceos: codeína, heroína, morfina, etc.
  • Psilocibina: é uma substância encontrada em fungos e cogumelos, a Psilocibina tem como principal efeito as alucinações. Também é utilizada em pesquisas sobre a enxaqueca.
  • DMT – Dimetiltriptamina: A principal consequência do seu consumo são perturbações no sistema nervoso central. Utilizada em rituais religiosos.
  • Cafeína: é o estimulante mais consumido no mundo – está no café, no refrigerante e no chocolate.
  • Cogumelos Alucinógenos: alguns cogumelos, como o Amanita muscaria podem causar alucinações.

Drogas Sintéticas

  • Anfetaminas – Seu principal efeito é o estimulante. É muito utilizada no Brasil por caminhoneiros, com o objetivo de afastar o sono e poder dirigir por longos períodos.
  • Barbitúricos – Um poderoso sedativo e tranquilizante, causa grande dependência química nos seus usuários.
  • Ecstasy – Droga altamente alucinógena, causa forte ansiedade, náuseas, etc.
  • LSD – Outro poderoso alucinógeno que causa dependência psicológica.
  • Metanfetamina – Era utilizada em terapias em muitos países, mas foi banida pelo uso abusivo e consequências devastadores da droga.

Drogas Semi-Sintéticas

  • Heroína – A heroína é uma das drogas mais devastadores, altamente viciante – causa rápido envelhecimento do usuário e forte depressão quando o efeito acaba.
  • Cocaína e Crack – A cocaína é o pó produzido a partir da folha de coca, e o crack é a versão petrificada dessa droga. Altamente viciante, deteriora rapidamente o organismo do drogado, causando também perda de inteligência, alucinações, ansiedade, etc.
  • Morfina – É uma droga utilizada principalmente para o alívio de dores em todo o mundo. Também causa dependência química nos seus usuários.
  • Merla – droga produzida a partir da pasta de coca. 

 Vamos falar um pouco sobre:

*Álcool

     O uso de álcool entre adolescentes é naturalmente um tema controverso no meio social e acadêmico brasileiro.

     Ao mesmo tempo em que a lei brasileira define como proibida a venda de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos (Lei nº 9.294, de 15 de julho de 1996), é prática comum o consumo de álcool pelos jovens – seja no ambiente domiciliar, seja em festividades, ou mesmo em ambientes públicos.
     A sociedade como um todo adota atitudes paradoxais frente ao tema: por um lado condena o abuso de álcool pelos jovens, mas é tipicamente permissiva ao estímulo do consumo por meio da propaganda.
     O álcool é a substância psicoativa mais antiga da humanidade.O consumo excessivo traz implicações no sistema digestivo, podendo resultar em câncer na boca, faringe, laringe e esôfago, atrofia do cérebro, demência, icterícia, teleangioma (ruptura dos vasos sanguíneos da superfície), eritema palmar, varizes abdominais, fluído abdominal, atrofia testicular, pancreatite, edema de tornolzelos, tendência a sangramento fácil, tremor, aumento do braço, cirrose, vasos sanguíneos dilatados, coração aumentado e enfraquecido, etc. Afeta a capacidade intelectual, memória e destrói a vida social e afetiva do dependente.

** Tabaco


     Há 1,1 bilhão de fumantes no mundo, segundo a OMS, matando mais que o álcool e drogas ilegais.
O fumo é o maior responsável pelas faringites, bronquites, falta de apetite, tremores, perturbações da visão, diversos tipos de câncer, sobretudo do pulmão e doenças cardiovasculares como a angina do peito e o enfarte do miocárdio.
Além do câncer do pulmão, de que o fumo é maior causador, produz bronquite crônica, enfisema pulmonar, coronariopatias, úlceras do estômago e do duodeno, câncer da língua, da faringe, do esôfago e da bexiga.
A ação da nicotina é exercida pelo sistema sobre o sistema parassimpático e simpático e pela liberação de adrenalina e influi na diminuição do consumo do oxigênio e, além de prejudicar o organismo em geral, vai diretamente ao cérebro, coração e circulação.
Ainda há consequências para aqueles que convivem com o fumante:são os chamados fumantes passivos.

***Oxi, uma nova e devastadora droga que se espalha pelo país.

     Apesar de ter sido apontada como uma nova droga pela mídia, o oxi é considerado por especialistas como uma variação mais barata e tóxica do crack, que combina a pasta base de cocaína com substâncias químicas de fácil acesso.
     Segundo o psiquiatra Pablo Roig, tanto o crack como o oxi podem viciar os usuários mais rapidamente do que a cocaína em pó, porque chegam mais rapidamente ao cérebro.
    Assim, podemos dizer que ao menos duas característias da droga ajudam a explicar por que ela se espalha pelo país. A primeira é seu potencial alucinógeno. Assim como o crack, o oxi pode estimular em um usuário o dobro da euforia provocada pela cocaína. A segunda razão é seu preço. O crack não é uma droga cara, mas o oxi é ainda mais barato.

ESTAMOS AGUARDANDO  TEXTOS   DE VOCÊS ALUNOS , PROPONDO ALTERNATIVAS PARA UMA VIDA SAUDÁVEL E PRODUTIVA QUE DARÁ PROSSEGUIMENTO A ESTE TRABALHO DE PREVENÇÃO A DEPENDÊNCIA QUÍMICA.

SITES PESQUISADOS:

 www.antidrogas.com.br

 www.bbb.co.uk

www.veja.abril.com.br

6 Responses
  1. Muito bom! Parabéns aos alunos que fizeram a pesquisa. Esperamos boas ideias para filmarmos sobre o tema "Drogas". :)


  2. Quais alunos fizeram a pesquisa que resultou nesta postagem?

    Bj.


  3. Verdade, faltou citar no início do texto o nome e a turma dos alunos envolvidos, mas sei que foram da 1902, certo?


  4. Rafa e Ale, esta postagem não foi feita pelos alunos. Conforme citado no início, o objetivo da mesma é de fornecer dados iniciais para que eles pesquisem mais a fundo, visto que o tema é demasiadamente amplo, e a partir daí criem roteiros para um curta. Os alunos da 1902 gostaram da idéia e a partir desta postagem , estão pesquisando mais a fundo e já criaram um texto próprio sobre o tema que será postado em breve. Foi apenas um "start" para o processo de pesquisa.
    Falar sobre DROGAS exige uma pesquisa muito cuidadosa, visto que muita bobagem é encontrada na Internet sobre o assunto.
    Pelo que já vi , a postagem das crianças vai ficar MUITO legal.
    Bjs,
    Pat


  5. Ok, Pat! Eu tinha entendido desta forma, mas como o Rafa afirmou que as crianças tinham feito a pesquisa, eu fiquei curiosa para saber quais foram para poder parabenizá-las.

    Mas, tudo bem. De qualquer forma a tua postagem ficou ótima! É um bom começo para os alunos.

    Parabéns!

    Bj.


  6. Pensei que tivesse sido feita pelos alunos porque Patricia disse que alguns alunos estavam na Sala de Informática postando no blog. Mas é legal saber que eles estão pesquisando e que isso pode gerar mais um filminho. :)


Postar um comentário